Demais

Por dias não consegui me olhar no espelho. Sentia-me feia demais, velha demais, fria demais, qualquer coisa demais. Às vezes até achava que tinha cabelo demais. Quem liga pra essas coisas? Mas era assim que eu me via… isso quando eu pensava que tu não ligarias.Hoje me mandaste a menor mensagem do mundo, três letrinhas que mudaram tudo. Acordei e fui (como sempre) olhar meu celular. Hoje não houve decepção. Acordei, te senti e me olhei no espelho. Ainda estava com muitas coisas demais. Quilos demais, espinhas demais. Nem me importei, pois havia brilho demais e sorrisos demais. Acordei, te senti, olhei-me no espelho, vesti minhas melhores roupas e saí pela rua sem motivo algum.

 

 

Ninguém me destratou, muitos me olharam – como nunca nos dias anteriores. Pode ser que nunca tenha tido tantos olhares quanto hoje, dia em que não precisaria de olhar algum, já que tu me vistes. Acordei, te senti e saí me sentindo uma pessoa linda demais. Alguns disseram que eu estava diferente por estar arrumada. “Nos sentimos confiantes quando estamos usando coisas bonitas”, falaram. Mas não era isso. Eu estava bem. Meu dia havia começado bem.

Tuas mãos delicadas haviam desperdiçado uns cinco segundos respondendo aos meus recados incansáveis. Teus pensamentos haviam se deslocado por pelo menos uns cinco minutos para mim, enquanto pensavas numa resposta adequada. Teus créditos diminuíram uns cinqüenta centavos por mim. Tu tinhas procurado meu nome na agenda telefônica, e isso deve ter demorado mais uns cinqüenta segundos. Poderia continuar eternamente procurando mais causas para teus pensamentos terem encontrado os meus, mas não faz diferença. Podes ter me pensado por minutos, horas ou dias… pensastes em mim. E por isso acordei feliz. Depois de dias sem te pertencer, agora sou tua, e quando acordei, declarei que eras meu.

Olha só que coisa. Acordei jurando que tenho teu amor. Certo, por enquanto deve ser só seu afeto. Merecer teu amor já seria felicidade demais para o meu despertar.

Anúncios

14 pensamentos sobre “Demais

  1. Oláobrigada pela visiitaaadorei aquivou seguir floramei seu texto, vc escreve muito bm.Posso fazer parceria com vc?Ah quanto ao q vc comentou no meu blog, há tristezas q não somem, o tempo ameniza, mas elas sempre estarão guardadas em nossa alma.bjaumm 🙂

  2. Demais, demais, demais.O transbordar de sentimentos gera esse ciclo. Eram 3 palavrinhas. 3. :)O texto foi autobiográfico?Parabéns pelo curso. Letras é um ótimo curso. Apesar de sempre amar a Literatura, nunca pensei em cursar Letras… minha segunda opção para vestibular seria Ciências Sociais ou Jornalismo (o fato é: eu não teria segunda opção, Medicina sempre foi o único caminho que me parecia possível ser COMPLETO). 🙂 Ah, e devemos ter a mesma idade. Tenho 18, faço 19 em 2 meses. :)Um beijo!Ps: texto novo em meu blog. Dessa vez saí do Niilismo. 😛

  3. Jeitinho simples e peculiar de expressar seus sentimentos linda . Seu eu-lírico da a impressão que o texto é auto-biográfico.Nada é demais em nossa vida .já estou te seguindo, se puder retribuir agradeço desde já .poetaurbanoo.blogspot.com

Deixe um comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s