2011

A gente se acostuma. Acostumamo-nos a deixar as coisas pra lá. Acostumamo-nos a ficar parados, a não agir, a não crer. Não cremos na mudança. Não acreditamos que podemos mudar a vida, mudar a realidade, criar melhorias. Nós não mudamos… ou mudamos? Olhando para trás, cerca de anos ou décadas, vemos que sim… mudamos. Mudamos pequenos hábitos, pequenas crenças, pequenos modos. Goles de mudança, somente. Somos por dentro aquilo de sempre; a mesmice, o costume. Deixamos os planos de lado quando “oportunidades irrecusáveis” aparecem. O que seria mais irrecusável do que seus sonhos? Mas eles vão se esvaindo… vão ocupando espaços menores, um tempo menor. Até que são esquecidos. E a vida vai indo naquele ritmo igual, sem mudanças. Ah, mudanças. Como creio nas mudanças! Creio que o aconchego nem sempre é o melhor; o que é melhor são os sonhos tornados realidade. Não percamos o foco; somos todos movidos pela imaginação querida, não desviemos nosso caminho daquilo que nos é realmente relevante. Hoje, com mais um ano se acabando, o que eu desejo a todos vocês com muito carinho é o seguinte: que não se acostumem. Continuem em frente, seguindo seus sonhos. Só assim verão seus anos valerem a pena!

Feliz 2011 e viva às mudanças!

Anúncios

Um pensamento sobre “2011

Deixe um comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s